CURSO DE PROJETO ESTRUTURAL UTILIZANDO O EBERICK (NÍVEL 1) CONCEPÇÃO, LANÇAMENTO E DETALHAMENTO [CURSO BÁSICO]

Extensão - Modalidade: Online
 /   /  Online
  • Matrículas abertas:
  • Turma Online
    Data: 19 à 21 de ago/22

Disciplinas

1 - LANÇAMENTO DA ESTRUTURA NO EBERICK

1.1. Critérios para o lançamento dos pavimentos da edificação:

• Profundidade de escavação e nível do térreo

• Pé-direito mínimo (levando em consideração a estrutura, instalações, contrapiso por conta das áreas molhadas e regularização, barrilete, forro de gesso, etc.)


1.2. Conhecendo a interface do Software Eberick

• Barra de menu

• Janela de Edificação

•  Ambientes de trabalho (croqui, forma e desenho)

• Barra de comandos

• Principais ferramentas de captura

• Configuração de unidades e tecla de atalhos


1.3. Importando o projeto de arquitetura

• Pavimento Térreo

• Pavimento Superior

• Pavimento Cobertura

• Pavimento Tampa da caixa d’água


1.4. Lançamento dos pilares

• Concepção Estrutural de locação dos pilares, pré-dimensionamento e dimensões mínimas conforme a NBR 6118 (Estruturas de Concreto) e NBR 15.575 (Norma de Desempenho)

• Lançamento dos pilares

• Critério/configurações para renumerar pilares

• Para que serve e como alterar o ponto fixo

• Rotacionar pilar


1.5. Lançamento das vigas

• Lançamento das vigas no Eberick

• Critério/configurações para renumerar as vigas

• Graus de liberdade do modelo de barras

• Pré-dimensionamento e concepção das vigas

• Furo em viga vertical e horizontal

• Vigas invertidas e semi-invertidas


1.6. Lançamento das lajes (treliçadas e maciças)

• Configuração dos blocos de enchimento em EPS e cerâmico

• Critério/configurações para renumerar as lajes

• Retirar/adotar nervura transversal para travamento

• Soluções para laje em balanço (beirais) – treliçada e maciça

• Condição de engastamento entre lajes

• Condição de engastamento de laje em viga

• Furo em laje (alçapão) maciça


1.7. Lançamento da escada

• Lançamento do patamar e lance da inclinação da escada

• Concepção e critério de escada


1.8. Lançamento das sapatas

• Lançamento das sapatas: centradas, divisa, canto e com viga alavanca.

• Lançamento blocos de coroamento sobre estacas do tipo: centradas, divisa, canto e com viga alavanca.

• Configuração das capacidade de carga de carga das estacas


1.9. Visualização do 3D da estrutura

• Opções de visualizações do 3D da estrutura (edição no próprio 3D)

• Visualização em 3D das disposições das armaduras de vigas e pilares

• Configuração para solucionar erros gráficos


2. LANÇAMENTO DAS CARGAS

• Cargas sobre as vigas (conforme a NBR 6120:2019):

• Configurando as cargas típicas

• Parede de alvenaria e platibanda

• Descontando cargas de portas e janelas

• Utilizando um “nó” para dividir os trechos das vigas

• Esquadrias (pele de vidro e guarda-corpo)

• Cargas sobre as lajes (conforme a NBR 6120:2019):

• Configurando o grupo de cargas

• Carga de parede de alvenaria sobre as lajes

• Carga de telhado (telha + estrutura de suporte: madeira ou metálica)

• Carga para laje impermeabilizada


3. CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE PROJETO

• Ações

• Materiais e durabilidade

• Classe de agressividade

• Resistência do concreto à compressão

• Cobrimento

• Bitolas

• Configuração básica da ação do vento


4. DIMENSIONAMENTO E DETALHAMENTO

• Interpretação dos esforços do pórtico unifilar

• Fator de escala, combinações, modelos ELU e ELS


4.1. Pilares

• Na prática: qual é a diferença entre engastado x apoiado?

• Diferença entre a janela de “pilares em prumada” e a janela de pilares que aparece em cada pavimento.

• Janela de dimensionamento: abas e principais botões: detalhamento, adicionar/remover aço, uniformizar aço, gravar bitola, relatórios (memória de cálculo).

• Quantitativo de materiais: aço, forma e concreto.

• Critérios/configurações de edição da armação dos pilares e exportação em dwg/dxf.


4.2. Vigas

• Janela de dimensionamento: abas e principais botões: flechas, reações, diagramas, armadura longitudinal e transversal, adicionar/remover aço, gravar bitola.

• Quantitativo de materiais: aço, forma e concreto.

• Critérios/configurações de edição da armação de vigas e exportação em dwg/dxf.


4.3. Lajes maciças

• Quanto utilizar laje engastada ou apoiada nas vigas?

• Janela de dimensionamento: abas e principais botões: flechas, reações, momentos, grelha, armadura longitudinal e transversal, adicionar/remover aço.

• Engastar ou apoiar a laje nas vigas?

• Quantitativo de materiais: aço, forma e concreto.

• Critérios/configurações de edição da armação de lajes e exportação em dwg/dxf.


4.4. Lajes Treliçadas

• Janela de dimensionamento: abas e principais botões: flechas, reações, momentos, grelha, armadura longitudinal e transversal, prancha e planta de vigotas.

• Engastar ou apoiar a laje nas vigas?

• Quantitativo de materiais: aço, forma e concreto.

• Critérios/configurações de edição da armação de lajes e exportação em dwg/dxf.

• Utilizaremos um outros software para dimensionar as lajes treliçadas – TRProt.


4.5. Locação da fundação

• Planta de locação das sapatas

• Planta de cargas

• Planilha de cargas na fundação


4.6. Formas e cortes

• Configuração dos critérios de exportação das formas

• Geração e configuração dos cortes da estrutura


5. DOCUMENTAÇÃO

• Memória de cálculo da estabilidade global, combinações, fundações, resumo de material total, planta de cargas na fundação

Online 20h

Receba o programa do curso
Para receber informações sobre os valores, data de início, local de realização, favor preencher o formulário abaixo:

Conteúdos Relacionados

  • Matrículas abertas:
  • Turma Online
    Data: 19 à 21 de ago/22
Fale com o Coordenador
  • Carga Horária 20 horas
  • Duração 1 final de semana
  • Dias e Horários
    (Aulas em 01 final de semana por mês)

Depoimentos

Não perca tempo! Torne-se um Profissional de sucesso